Eugenio de Lima e Pitella Advogados (Ir para a página inicial)
Ir para a página inicial Home Quem Somos Clientes Livros Eventos White Papers Imprensa Equipe Fale Conosco  
 
Press Releases     Artigos     Assessoria de Imprensa
 
Escritório Virtual: envie sua dúvida jurídica     Pesquisar:    
 
 
 
 
Clippings Jurídicos  
 
     
  “O médico é um idealista, mas precisa de retorno financeiro”  
  (19/10/2010 16:23:00)  
     
  Para presidente da Associação Paulista Médica (APM) profissional deve ser reconhecido e atual modelo fee for service não se sustentará  
     
 
Para o presidente da Associação Paulista de Medicina, Jorge Curi, o atual modelo “fee for service” está com os dias contados. Segundo o executivo, para resolver o atual imbróglio dos custos altos envolvendo hospitais, operadoras e os honorários médicos é necessário uma grande discussão com o setor, e adotar o viés de prevenção.

“A grande jogada é investir em promoção de saúde, seria uma espécie de medicina preventiva com o acesso privilegiado às doenças crônicas para elas não se complicarem. Se ele (o paciente) não procura o médico no sistema de saúde pública ou saúde suplementar, ele precisa ser procurado”, disse Curi, sobre uma das saídas para o atual sistema.

Indagado sobre um modelo de saúde com foco em atenção primária (o que atualmente existe no sistema público, mas não na saúde suplementar) Curi diz que, além da falta de estrutura, planejamento e recursos financeiros, faltam incentivos à carreira dos profissionais para a capacitação na área da saúde da família. “Por que fazer carreira em saúde da família se como especialista ele (o médico) será mais reconhecido?”, questionou.

Ele também explica que existe um outro fator: a mudança no perfil das doenças que hoje são diferentes da década de 70. “A expectativa de vida da população aumentou, as doenças mudaram”. Mas algumas das especialidades mais comuns estão desvalorizadas e, atualmente, os profissionais estão procurando a cosmetologia e a cirurgia plástica devido ao próprio mercado.

De acordo com o presidente, é preciso uma valorização do médico, pois ele não recebe remuneração digna, trabalha em dois ou mais empregos e não tem plano de carreira. “O medico é um idealista, mas ele precisa de um retorno financeiro”.


Fonte: Maria Carolina Buriti - Saúde Business Web
 

    Voltar

       
 
 
 
ANUARIO BRASILEIRO DE DIREITO DA SAUDE, GERENCIAMENTO DE RISCO LEGAL E ACREDITAÇÃO EM SAÚDE
Lançamento: Novem
Comprar  
   
 
 
SAUDEJUR
Lançamento realizado em 07/08/2012 na abertura do 19o Congresso Mundial de Direito Médico
Comprar  
 
 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
 
Clipping Jurídico    
 
 
 
Apr, 23, 2014 | Psiquiatra ferido por paciente em consulta será indenizado  
 
 
Apr, 23, 2014 | Justiça Federal valida suspensões às autogestões  
 
 
Apr, 23, 2014 | Anvisa veta insumos de origem animal na medicina chinesa  
 
 
Apr, 23, 2014 | Fabricante de Botox recebe ‘oferta hostil’ de US$ 45,6 bilhões  
 
 
Apr, 23, 2014 | Ministério incorpora PET-CT na rede pública  
 
 
Apr, 22, 2014 | Ações de combate à epidemia de cesáreas estão paradas na Justiça  
 
 
Apr, 22, 2014 | Justiça permite que ANS suspenda planos de saúde liberados por liminar  
 
 
Apr, 22, 2014 | 80% das decisões judiciais em saúde são descumpridas em Maceió  
 
 
  Parceiros  
 
    AC Accreditation Canada   AMIB
 
    BCI Boston Cambridge Institute   FBG Federação Brasileira de Gastro
 
    Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia   IQG
 
    SBOT   SBOT-SP
 
    SBRA   SBRH
 
    SOGESP  
 
 
Eugenio de Lima e Pitella     Política de Privacidade     Termos de Uso
© 2007-2007 Eugenio de Lima e Pitella Advogados. Todos direitos reservados.
 
Powered By Pronto Fatto - Agência Digital Inteligente - 2010